Viseu
Notícia em Destaque

Queda do Helicóptero com piloto de Viseu foi causada por choque com Torre

O trágico acidente que levou a vida de quatro pessoas na queda do Helicoptero do INEM no sábado, 15 de Dez, foi causado pelo choque da aeronave com uma torre de transmissão de rádio, na Serra da Santa Justa.

Essas informações foram veiculadas pelo GPIAAF – Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários.

A nota Informativa de Acidente tem carácter de divulgação inicial, como consta:

♦ Esta nota informativa é emitida apenas para
efeitos de divulgação dos factos imediatos da
ocorrência e da abertura e âmbito da investigação de segurança.

♦ A informação constante deste documento
tem carácter provisório e contém apenas um
resumo dos acontecimentos tal como conhecidos à data da sua elaboração, podendo ser
sujeita a alterações durante o processo de
investigação.

♦ A investigação de segurança não tem por
objetivo o apuramento de culpas ou a determinação de responsabilidades mas, e apenas,
a recolha de ensinamentos suscetíveis de evitarem futuros acidentes ou incidentes.

O helicóptero Agusta A109S, pilotado por João Lima, de 56 anos, natural de , operava pelo INEM e descolou às 18:35 do dia 15 de Dezembro de 2018 do heliporto de Massarelos no Porto, onde tinha aterrado pouco antes numa missão de transporte urgente de doentes intra-hospitalar.

O doente em questão era uma mulher com 76 anos de idade, com problemas cardíacos graves, do Hospital Distrital de Bragança para o Hospital de Santo António, no Porto.

Além do Piloto de Viseu, seguiam o operador, um médico e uma enfermeira da equipa do cliente (INEM).
João Lima, conforme procedimento do operador, antes de descolar, contactou o mecânico localizado na sua base de Macedo de Cavaleiros, declarando intenção de iniciar o voo dentro de alguns minutos, depois das condições meteorológicas melhorarem.

Depois de descolar, a tripulação seguiu uma rota praticamente direta entre Massarelos e Baltar, subindo até aos 1300 pés e atingindo 130 nós de velocidade cruzeiro.

Imagem: GPIAAF

Às 18:40, o helicóptero colide com uma torre de transmissão rádio, localizada na serra de Santa Justa – Valongo

Imagem: GPIAAF

O GPIAAF foi notificado às 20:42, tendo de imediato deslocado uma equipa de investigação de aviação civil para Valongo; iniciou a coordenação da investigação com as autoridades locais às 7:30 do dia 16, com o objetivo de recolha de evidências no local.

Nota do GPIAAF

comments
Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Back to top button
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Close